Capítulo 18

PARTE 18 –

orange and green pen on graphing notepad
Foto por freestocks.org em Pexels.com

Nos primeiros dez minutos Cecília sentiu raiva de Marquinhos, como ele pode propor uma coisa destas, ela não era nenhuma prostituta, não foi por isso que ela aceitou seu convite. Cecília sentia raiva por ter gostado de Marquinhos e chegou a conclusão que os homens eram todos iguais. O restante do tempo Cecília ficou se julgando e lembrando as palavras de Carla, seria ela o problema? Por que ela só atraia este tipo de homens para perto dela? Todas as meninas de sua idade pareciam tão normais, não era possível que isto acontecia com todo mundo. A cabeça de Cecília estava a mil e as lembranças daquele dia que ela prometeu esquecer enchiam sua cabeça novamente.

Trinta minutos depois que Marquinha tinha saído do quarto, em um momento de raiva e coragem Cecília se levanta da cama e vai ate o quarto de Marquinhos decidida. Ela iria fazer isso mais uma vez, pegar o dinheiro e nunca mais ter que ver nenhum dos dois novamente, nem Josias e nem Marquinhos. Ela pegaria o dinheiro e iria para bem longe dali e reconstruir sua vida em outro lugar, sozinha, sem ninguém, principalmente, sem homem nenhum. Seu sonho de casar e ter uma família morria ali.

Cecília passou a noite com Marquinhos, durante a relação Marquinhos informa Cecília que não tem camisinha e ela mente dizendo que toma remédio. Cecília mente por raiva e vingança, mas principalmente, por dinheiro. Um filho de Marquinhos renderia uma boa pensão, e no momento já que todos os problemas se resolviam em dinheiro, ela estava resolvendo um problema. Cecília agiu sem pensar e não tomou a melhor decisão de sua vida. No fundo ela sabia que era errado, que tudo ali estava errado, mas mesmo assim ela vez. Marquinhos também estava errado, mesmo estando triste e revoltado com o casamento do irmão ele tinha ciência de que o que ele estava fazendo era errado. Como seus pais sempre diziam, um erro nunca justifica o outro.

Cecília foi para o quarto de Marquinhos esperando o pior, mas se surpreendeu como não achou tão difícil. Por alguns instantes as palavras de Carla veio novamente em sua mente e ele ficou pensando se ela realmente teve culpa e que seu dom era fazer sexo por dinheiro. Marquinhos foi carinhos e gentil o tempo todo. Durante todo o momento ele falava com ela e fazia declarações de amor e carinho. Quando Cecília voltou para seu quarto ele sentiu inveja e raiva de Joana, durante todo tempo Marquinhos a chamou de Joana.

Após Cecília voltar para seu quarto Marquinhos pegou no sono rapidamente, já Cecília ficou quase toda noite acordada. Seus sentimentos estavam todos bagunçados, não faziam sentido nem para ela. Alguns momentos ela sentia raiva, outro ela sentia alivio de saber que iria embora do orfanato, depois ela sentia medo de enfrentar o mundo sozinha, afinal ela sempre morou no orfanato. Mas quando Cecília consegui pegar no sono o sol já estava quase nascendo e ela já tinha esquematizado em sua cabeça os próximos passos de sua vida.

1. Segunda feira pela manha pegar a autorização para emancipação na secretaria do orfanato e levar ate o cartório.

2. Descontar os cheques no banco.

3. Procurar uma casa para alugar.

4. Abrir uma conta no banco.

5. Comprar seus moveis e eletrodomésticos.

6. Mudar para sua casa nova.

Continua…..
____________________________
Não esqueça de deixar seu like e ate sexta-feira!!!
beijosss♥


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s